Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

A edição Nº 44  do SPWF, acontece em 27-08-17!
O LINE -UP do SPFW44 contará com nomes como: Reserva, João Pimenta Trya e outros. 
Novos nomes estarão presentes, trazendo um frescor pra esse evento, que é o mais importante do país.  
Abaixo o line-up completo:
Domingo - 27/08 - Iódice

Segunda-feira - 28/08
Uma Raquel Davidowicz
Paula Raia
Osklen
Vix
Fabiana Milazzo
João Pimenta
Lilly Sarti
Tryia

Terça-feira - 29/08
Giuliana Romanno
Vitorino Campos
Lenny Niemeyer
Vanessa Moe
PatBo
Two Denim
LAB
Água de Coco por Liana Thomaz

Quarta-feira - 30/08
Animale
Gloria Coelho
Ronaldo Fraga
Sissa
Cotton Project
Top 5
Amir Slama
Lino Villaventura
Tig
Quinta-feira - 31/08Samuel Cirnansck
Coven
Helo Rocha
Juliana Jabour
Apartamento 03
Reserva
Ratier

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Anti-coisa nenhuma

A Allure, revista norte-americana especializada em beleza, anunciou hoje, 14/08, que vai abolir o termo “anti-envelhecimento” de suas publicações. Significa que a partir de agora o termo não será mais usado em artigos e matérias dedicados à cosméticos e tratamentos que combatem o envelhecimento, uma vez que concluir isso é humanamente impossível. Você pode usar um produto que preencha as linhas de expressão, hidrate mais, e que possam até modificar a textura da pele do rosto, mas evitar que a epiderme envelheça, não tem como.
Esse sempre foi um dos ensinamentos deixados por nossa Ruiva, que acredita ser uma questão de tempo para que todos os segmentos proíbam completamente o uso dessa expressão.

Com isso, devemos dizer adeus aos ácidos hialurônicos, o retinol, a vitamina C e todos os ingredientes vendidos como fontes de rejuvenescimento dentro de pequenos potes? A própria Allure apontou que não significa um boicote aos cosméticos de pele, muito pelo contrário. Mas frisou que precisamos usar os termos corretos para isso.
A mudança tem a ver, entre tantos avanços, com o fato da geração millennial não estar muito interessada no progresso dos produtos “anti-envelhecimento“. Ao invés disso, essa nova geração de adultos tem demonstrado mais importância aos produtos sustentáveis ao meio ambiente, até porque descobriram que envelhecer não é tão ruim assim, com ou sem sinais de expressão.
Pra gente entender o peso de uma simples mudança de liguagem, a Allure citou que “é como dizer que fulana está bem para a idade que tem”, termo que poderíamos achar que se trata de algum tipo de elogio, mas que atualmente é encarado como um insulto às mulheres mais velhas.
Helen Mirren estampou a capa e o recheio da última edição da Allure para fortalecer o coro de que mulheres maduras são lindas da maneira como elas são. Ficou claro que os tempos mudaram, e isso significa que até os cosméticos poderão sofrer uma nova adaptação daqui pra frente.
Não apenas os termos com que chamamos esses produtos de beleza serão revisados, como suas fórmulas deverão sofrer ajustes para agradar os consumidores futuros. Isso porque os cosméticos que retardavam os sinais da pele a longo prazo, até então os mais requisitados pelas mulheres, poderão ser substituídos por produtos de resultados imediatos. As máscaras faciais são alguns desses produtos que agem imediatamente na pele apresentando diferenças visíveis aos olhos dos consumidores. A desvantagem é que a maioria possui um tempo específico de duração, portanto a pele volta ao normal depois de algumas horas. Mas isso não chega a ser um problema para a geração futura de consumidores.
Outro fator para essa mudança de comportamento é que a nova geração esteja mais habituada a aplicar protetor solar no rosto todos os dias, e essa ação tenha ajudado a conservar melhor a pele do rosto de uma parte maior da população, que talvez não se incomode tanto com os pequenos sinais de envelhecimento. Afinal, descobrimos que eles fazem parte da vida e completam a nossa história, não é mesmo?
Fotos: Allure.
Fernanda Pires - blog da Julia Petit
Menos anti, mais sinais de vida
BLOG

domingo, 13 de agosto de 2017

Trend Alert: Robe Dress é a peça chave da estação

Trend Alert: Robe Dress é a peça chave da estação

      Sleepwear ganha as ruas e o varejo

O Robe Dress, que mencionamos na nossa plataforma Insp2 e vimos no especial da Pure London, aparece em diferentes tecidos, com adaptações na modelagem e promete ser uma das tendências fortes da temporada.
Embalado pelo sleepwear de rua, o Robe Dress é uma continuação da tendência pijama. Marcas como Diane Von Furstenberg, Vivetta, Roberto Cavalli, Alberta Ferreti, Dries Van Noten e Ralph & Russo já trouxeram versões para a passarela.
O combo conforto + estilo são um dos principais apelos da tendência que tem celebridades como Rihanna, Blake Lively, Elizabeth Olsen, Kylie Jenner entre outras. Separamos alguns dos looks escolhidos por elas na galeria abaixo. Como podem ver, Rihanna é a fã número um da tendência, sendo vista em diversas ocasiões com modelos diversos:
No varejo, a tendência também está marcando presença e pode ser encontrada tanto em e-commerces, marcas de luxo e redes de fast fashion.
Sites como o Moda Operandi já estão chamando o Robe Dress de peça chave da estação, garantindo um visual chic sem esforço.
Abaixo, vemos um exemplo do Robe Dress nas lojas:
Mix de robe e camisa no dress com punhos super largos.

“As imagens e fotos são meramente ilustrativas e referenciais da pesquisa apresentada, foram captadas em ambientes públicos e acessíveis a qualquer pessoa e não consiste em violação a direitos autorais ou a propriedade industrial nos termos do art. 46 da Lei. 9.610/98. A TREND2/INSP2 não se responsabiliza pela reprodução, divulgação e comercialização dessas fotos e imagens por terceiros, sem a devida autorização.”
Posted by Janaína Salgado

7 filmes sobre moda que você precisa ver

Personalidades, estilistas, fotógrafos... as histórias de quem cria tendências e referências de estilo.

(Reprodução/Divulgação)
As tendências de moda podem surgir em vários meios diferentes. No cinema, figurinos de grandes personagens podem influenciar o público. Um grande exemplo é o filme Juventude Transviada (1955). Nele, James Dean deu força à clássica composição camiseta branca + calça jeans + jaqueta de couro. Itens que remetem à rebeldia e à juventude, que estão presentes no guarda-roupa masculino até hoje.
(Reprodução/Divulgação)
Além disso, fotografias, música e personalidades também podem influenciar a forma de as pessoas se vestirem.
Neste contexto, apresentamos uma lista com cinebiografias e documentários que narram a história de estilistas, fotógrafos e até de acessório ícone de estilo. Confira:

Bill Cunningham New York (2011)
Bill Cunningham ficou conhecido pelo trabalho como fotógrafo de moda para o jornal The New York Times. Ele é considerado o primeiro a registrar o street style em suas imagens. O documentário é um retrato do homem que costumava circular de bicicleta pelas ruas da Big Apple captando em suas lentes a moda das ruas.

O filme narra a história de sucesso de John Casablancas, fundador da agência de modelos Elite, criador das supermodelos e responsável por ascender grandes nomes na indústria da moda, como Gisele Bündchen, Naomi Campbell, Linda Evangelista e Cindy Crawford.

Atualmente, marcas firmam parcerias com grandes rappers para lançar coleções exclusivas, como as peças da Adidas assinada por Kanye West. Mas não é de hoje que o hip hop influencia a moda urbana. Essa relação é abordada no documentário dirigido por Sacha Jenkins e tem participações de Pharrell Williams e Riccardo Tisci.

Bangaologia – A Ciência do Estilo (2016)
Neste documentário, o diretor angolano Coréon Dú analisa a obsessão de seus conterrâneos pela moda. A Cinemateca irá exibir o filme, ainda inédito no Brasil, na FEED DOG – Mostra de Documentários de Moda, que acontece de 21 a 27 de setembro, em São Paulo.

Borsalino City (2016)
O filme de Enrica Viola conta a história do chapéu Borsalino, criado numa pequena cidade da Itália e que se tornou um acessório ícone da Hollywood clássica. Também será exibido na FEED DOG – Mostra de Documentários de Moda, de 21 a 27 de setembro, na Cinemateca Brasileira.

Yves Saint Laurent (2014)
O filme narra a vida do estilista Yves Saint Laurent que, em 1957, com apenas 21 anos, assumiu a direção da marca de alta costura de Christian Dior. Mais tarde, ele decide criar sua própria grife com Pierre Bergé, amante e parceiro de trabalho.

Visionaries: Inside the creative mind with Tom Ford (2011)
Como parte da série “Visionaries: Inside the Creative Mind”, o documentário busca entender o processo criativo de Tom Ford, além de abordar o início da carreira do estilista.